• jucampitelli

Mozart: sociologia de um gênio

Atualizado: Jan 28

Olá! Se você gosta de história, música clássica ou sociologia talvez goste da sugestão de hoje. Este artigo é uma breve resenha sobre o livro Mozart: sociologia de um gênio.

Mozart viveu na segunda metade do século XVIII. Seu pai, Leopold Mozart era violinista e foi responsável pela educação musical dos filhos. Quando Mozart era criança, seu pai levou ele e a irmã por uma turnê europeia, onde os dois se apresentaram para a nobreza e até para reis e rainhas.

O autor procura compreender a obra e a vida de Mozart através do aspecto sociológico. Assim, a narrativa discorre sobre a hierarquia social da época e a função do músico nesse contexto. O antigo Regime Absolutista e a posição social destinada aos músicos na época teve impacto direto na carreira de Mozart e, consequentemente, na sua produção artística.

Para elucidar as relações entre burguesia e aristocracia, o autor aponta para dois grupos: os burgueses outsiders e o estabilishment cortesão. Sendo o primeiro formado por burgueses que não se enquadravam nos padrões de comportamento da corte e o segundo pela aristocracia de corte que ainda dominava e ditava as regras do convívio social, tido como ideal. Considerar tal situação é importante porque sendo Mozart um burgues outsider seu trabalho e sua obra estavam a mercê do gosto do estabilishment.

Assim, o autor disserta sobre o regime político dominante na Europa do século XVIII, as relações sociais, a preferência musical dominante na época e o papel do músico nessa sociedade. Dessa forma, é possível compreender Mozart como artista e homem.

Além disso, o livro traz um panorama histórico que possibilita entender, por exemplo, porque muitos compositores eruditos que ficaram famosos são oriundos da região que hoje chamamos de Alemanha.

Nobert Elias foi um sociólogo alemão e uma de suas principais obras é O processo civilizador.

Espero que aproveitem a leitura e se tiver alguma sugestão, manda nos comentários. Até mais!


Referência: ELIAS, Nobert. Mozart: sociologia de um gênio. Rio de Janeiro. Jorge Zahar. 1995.




14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo