• jucampitelli

Exercitando os acordes maiores no piano

Alguma vez já aconteceu de você estar tocando uma música e o professor perguntar que acorde era aquele e você não saber responder? Eu já vi essa cena e mais de uma vez.

Quando comecei a tocar piano, eu não tinha o hábito de analisar a música quando começava a estudá-la. Não sabia muito de harmonia e por isso tocava sem perceber quais acordes estava executando.

Quando entrei na faculdade, aprendi harmonia e comecei a analisar e perceber os acordes e as progressões harmônicas que eles formavam na música. Hoje, toda vez que começo a estudar uma nova música, toco percebendo a harmonia e seus acordes. Faço isso, porque percebi que assim é mais fácil memorizar a música e saber para onde ela, possivelmente, me conduzirá.

Muitas vezes, os alunos sabem reconhecer os acordes na partitura, mas têm um pouco de dificuldade de montá-los no piano. Por isso, hoje trouxe uma sugestão de exercício simples para que você possa praticar os acordes maiores.

O exercício consiste em praticar os dozes acordes maiores e suas inversões. Para isso, começamos a partir do acorde de DóM e passamos de semitom em semitom. Veja:

  • Acordes de DóM - FáM


  • Acordes de Fá#M - SiM


Como fazer?

  • Mão esquerda: sempre toca a tônica e a 5ª nota do acorde. Você deve segurar essas duas notas por quatro tempos, para cada inversão.

  • Mão direita: toca as tríades em quatro tempos. Começa pelo acorde no estado fundamental (4X), passa para 1ª inversão (4X) e depois, para 2ª inversão (4X).

  • A mudança de acorde é feita por semitons. A sequencia é: DóM, Dó#M, RéM, MibM e assim por diante.

  • A repetição feita em 4 tempos serve para você ter tempo de pensar na posição do próximo acorde.

Tente praticar em casa. Cinco minutos do seu tempo de estudo é suficiente. Qualquer dúvida, mande nos comentários. Até mais!

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo